quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Harry Potter and the Deathly Hallows

   Primeiro quero declarar que este texto está livre de spoilers e que posso apagar comentários que eu considerar "estraga-prazeres".
 
   Li "Harry Potter e as Relíquias da Morte" logo depois do lançamento. Essa foi uma decisão que eu tomei depois de ler o sexto livro: ia melhorar meu inglês só pra não ter que esperar a tradução do sétimo. O motivo, claro, é que a gente sempre acaba descobrindo as coisas antes do tempo. Eu sou daquele tipo de pessoa que gosta de surpresas, de quebrar a cara tentando descobrir o que vai acontecer e, por isso, fico muito decepcionada quando topo com alguma informação indesejada.
   Tinha resolvido que, se não conseguisse ler em inglês, ia me trancar dentro do quarto, tampar os ouvidos – para o caso de algum carro de som passar anunciando o final – e me desligar do mundo até a Lya Wyler terminar seu trabalho. Ainda bem que não foi preciso. Até comecei lendo uma dessas traduções que o pessoal estava fazendo, mas, ao encontrar a versão em inglês, descobri que aquilo estava uma merda e fiquei mesmo na versão original.
 
   Pois é, eu li, parei, refleti e fim. O problema é que não é só assim. É tão estranho pensar que acabou! Quem não gosta não entende como é isso. Ainda lembro da minha ansiedade com os primeiros livros, de não dormir até terminar de ler cada novo lançamento, dos choros desesperados quando a história foi ficando mais densa, da tarde sumindo enquanto eu estava lendo deitada num sofá em uma salinha que não existe mais.
   Lembro da disputa com meu irmão para decidir quem ia ler, da sala de teatro adaptada em improviso para exibir o primeiro filme quando a cidade estava sem cinema, de como todos gritavam e os organizadores tiveram que parar a exibição para pedir silêncio. Lembro de ler o primeiro livro - meu preferido - muitas e muitas vezes, de me arrepiar sempre que eu chegava perto do final, de desejar um Dumbledore para me dar conselhos, de esperar que talvez um dia eu ainda recebesse uma coruja me convidando à Hogwarts. É uma parte da minha vida, o trabalho da Rowling.
   Cada personagem se tornou um conhecido e é como se eu estivesse estado em todos aqueles lugares junto com eles. Só que agora não tem mais o que esperar! Acabou. Sempre que penso nisso lembro de como se parece com quando Truman vai embora e as pessoas desligam a tv para viverem suas vidas. Sei que é uma analogia estranha, só que ainda mais estranho é entender que, para mim, quem estaria agora livre para poder viver seriam todos aqueles personagens.
   Quanto ao livro mesmo, eu gostei dele, queria poder comentar algumas coisas, mas não acho justo fazê-lo. Só digo que achei o epílogo realmente dispensável. Na minha opinião, ele fez a coisa perder a graça. Além disso, eu fiquei com a impressão de que a Joanne tinha preparado o final de um jeito e depois voltou atrás.
 
   Quem ainda não leu e quiser arriscar uma tradução, dizem que a melhor é a da Armada Tradutora. Para quem leu e ainda quiser saber um pouco mais, a J.K. respondeu em um chat várias coisas que não foram citadas no epílogo. Ela também pensa em lançar uma Enciclopédia para aproveitar materiais adicionais e angariar fundos para beneficência, mas como ela mesma disse, “Eu estou lidando com o nível de obsessão em alguns dos meus fãs que não irão descansar enquanto não souberem os nomes do meio dos tataravós de Harry”.
   Então, quem sabe qualquer hora eu comente o livro em si. Agora é esperar pelos últimos filmes e depois deixar os anos passarem para fazermos nossos filhos lerem tudo também. :)

14 comentários:

Vivi disse...

Emi, sei blog é MUITO LINDO, pqp viu ! hahaha ... fodástico mesmo, tô aqui babando (L)

Eu não posso falar muito de Harry Potter, pq eu comecei a ler a Pedra Fliosofal, e larguei antes da metade: achei muito cansativo, mas blz.

Bom, se vc tiver afim de ser minha "filha", deixa seu msn lá que seria um prazer te adotar hihi =*

[ Jarbas ] disse...

- aff.
mas tudo que é bom tem que acabar.
se não fica chato!

já estava na hora... harry vai ficar marcado para sempre, eu vou continuar morrendo de inveja de J.K Rowling. =P~

beijos.

*Lusinha* disse...

Eu acho que me sentirei um pouco assim quando eu ler esse último livro. Optei por esperar a última versão em português, porque todos os livros que lid até aqui foram em português e para ter essa ansiedade e curiosidade que me ronda a cada vez que eu vejo o nome do livro estampado por ai... Acho que essa espera também faz parte do clima do livro...
E sei que quando acabar, ficará um pouco desse vazio...
Bjitos!

Scarlett Hunnam disse...

entendo perfeitamente o seu sentimendo .. O FIM cara! pode ter certeza que você não é a única, eu ainda não li o livro, porq estou relendo todos, mas aquele aperto na garganta e a vontade d chorar não saem de mim cara!
Saber que isso vai acabar, foi como você disse, a gente ja se sente amigos dos personagens, conhece hogwarts de cor, fica a espera de descobrir que tudo realmente existe, é foda.
Harry Potter mudou minha vida, pode ter certeza haha :D

*:

Kat disse...

não és a única. senti-me tão vazia quando acabei de o ler. fui comprá-lo logo em ingles e demorei uns 4 dias a lê-lo, em vez de só num como é costume meu, para tentar fazê-lo durar um bocadinho mais.
Claro que não há muita gente que compreenda, mas o facto é que convivi com eles durante anos, sabe como se tivesse perdido algo muito grande e ficasse cá um vazio. Sabe-se lá quando vai haver outro livro como o Harry Potter.
Também não gostei muito do epílogo. Simplesmente, acho que faltava ali qualquer coisa. Mas enfim...

Trix disse...

Harry Potter terminou! Ainda não caiu direito a ficha... Mas, falo não apenas como autora, mas como fã, acredito que estava na hora.
Harry Potter não passou pela fase de decadência que tantas coisas passam por não saber a hora de terminar definitivamente. Acho que isso valoriza a obra. Acabou bem, com um gostinho de quero mais e aquela nostalgia de coisa boa que não volta. ^.~
Obs: mas sim, o epílogo era completamente dispensável.

Chris Mise disse...

Cada dia eu me convenço que sou o unico ser no mundo que não curte Harry Potter XD

beijocass

Jeh disse...

Ai ai...IDEM chris...rsrsrsrsrs

não curto e não curto...xD

Bjoo Emi!

lostduckstar disse...

nem tinha me ligado q esse é o último da série.
aiai
mas o fim de Harry Potter não se compara ao final de Friends.
aiai
podiam lançar um filme (de Friends).
anyway
sonhando alto talvez
Agora, eu acho que não tenho saco pra comprar versão em inglês, já que todas as outras q eu tenho são em português.

:*

emi, ve se responde, k?
to ficando indiferente já

Rodrigo disse...

vai parecer meio arrogante , afinal nem gosto de hp, mas achei tambem o final bobo.....no começo achei que era fanfic, até ser confirmado que era o original.... me decepcionei com o fim improvisado dos coadjuvantes , Nevile , Luna , Rony , foi tudo muito embolado .....


não suma mais do que o normal e o necessário

:P

Graxi disse...

oi?
voce nao me conhece , mas acabei achando teu bloguinho
poxa´poxa tdo q vx falou me inclui sabe, ate a parte da disputa com o irmao e qdo ele lia 1° e saia qrendo contar tdo!?

hihi
Parece q agora tdo mudou, neh?


ja to com saudades o 7 foi otimo!

o epilogo tambem nao gostei e como termina achei meio fraco como o *_________* é morto daquele jeito!?

achei meio estranho, mas tdo bem!

adorei teu blog ta lindo, suas fotos tambem!

Daniela disse...

Como eu não li ainda os anteriores terei de esperar ainda pra ler esse, mas muito bacana o que escreveu...

Beijos {não estava conseguindo comentar no teu blog, dava sempre página não encontrada, por isso o sumiço. Desculpa}

, disse...

eu ainda não li o ultimo... o ruim de ler por ultimo é que sempre tem aquelas pessoas idiotas que te contam o final.. ah eu tb queria um dubleodore(como escreve isso?) na minha vida... eu quase choro qnd ele morreu..
=[

Luciana disse...

olha ainda não li mas vi spoilers e não gostei nem um pouco para mim o final ficou sem sal...
a decepção tá geral mesmo acho q a rowling fez burrada, na minha opinião, e estou triste assim igual a voce...